Sibutramina emagrece mesmo? Como tomar? Faz mal?

O cloridrato de sibutramina monohidratado é um anorexígeno indicado no tratamento da obesidade. Sua ação é diretamente ligada a inibição da serotonina e noradrenalina que são responsáveis pelo aumento da saciedade após as refeições.

Nesse artigo, você vai saber se a sibutramina emagrece mesmo, sua composição, como tomar, efeitos colaterais e se faz mal a saúde. Continue lendo.

 

Composição da sibutramina

A sibutramina pode ter inúmeros nomes comerciais, por exemplo: Nolipo, Biomag, Plenty, Sare, Vazy, Sibus, Reductil e outros. Entretanto, o seu princípio ativo é composto pelo cloridrato de sibutramina monohidratado.

Mas, não é qualquer pessoa que pode ingerir o medicamento, as vendas são feitas somente sob prescrição médica, ou seja, você precisa ter a receita, pois é uma remédio controlado de tarja preta.

As dosagens também podem variar entre 10 e 15 mg, a caixa dos comprimidos podem conter de 10 a 30 unidades.

remédio para emagrecer sibutramina

Sibutramina  emagrece mesmo?

Há muitos anos atrás a sibutramina começou a ser receitada para tratar sintomas da depressão e ansiedade já que ela inibe a serotonina e a noradrenalina, dois neurotransmissores responsáveis pela regulação das emoções.

O medicamento atua diretamente no sistema nervoso central gerando uma sensação de saciedade fazendo com que a pessoa ingira menos alimentos e como conseqüência disso, emagrece. Por isso, ele passou a ser usado para tratar a obesidade.

Quando uma pessoa toma o medicamento, rapidamente nota os efeitos na redução de apetite, por isso que a sibutramina emagrece mesmo e  ainda acelera o metabolismo fazendo com que a pessoa gaste mais calorias nas atividades que está acostumada a realizar.

A sibutramina não faz nenhum milagre no emagrecimento, é necessário mudar a alimentação e praticar atividades físicas para usufruir dos bons resultados por mais tempo. Não existe uma regra para a quantidade de peso perdidos com o medicamento, isso pode variar de acordo com organismo de cada pessoa e da disciplina com exercícios e a nutrição.

Diversos relatos de usuários mostram que a sibutramina emagrece, porém, a maioria das pessoas que utilizaram o medicamento voltam a engordar, pois na medida que deixam de ingerir a substância retornam a se alimentar como antes, pois não houve uma mudança de hábitos para manter os resultados.

O emagrecimento rápido também possui seus riscos e o uso deste medicamento é controlado pela ANVISA, por isso não pode ser utilizado de forma indiscriminada.

 

Sibutramina – Como tomar?

O medicamento é vendido em duas 2 dosagens, uma de 10 mg e outra de 15 mg.A quantidade ideal é definida pelo médico. Geralmente, a sibutramina é ingerida logo pela manhã.

O tratamento não pode ser feito por muito tempo, por isso, os médicos precisam avaliar mensalmente a evolução dos resultados.

O incentivo para as pessoas acima do peso é que ela emagreçam com saúde fazendo atividades físicas e mudando hábitos alimentares, por isso  a sibutramina geralmente é ministrada somente em pacientes com IMC superior a 30 e que possuam risco aumentado para pressão alta, diabetes e colesterol.

 

Sibutramina- Efeitos colaterais

Como nem tudo são flores, existem Países como Estados Unidos e Europa que proibiram a comercialização da sibutramina devido seus efeitos colaterais. Por isso, é preciso ter indicação médica para fazer o tratamento uma vez que ele é um  medicamento que pode oferecer riscos a saúde do usuário.

De acordo com os especialistas, as reações adversas acometem 70% dos usuários, pois se trata de um medicamento parecido com antidepressivos agindo no sistema nervoso central.

Entre os principais efeitos colaterais da sibutramina estão:

  • Sensação de boca seca
  • Dores de cabeça
  • Dores estomacais
  • Prisão de ventre
  • Náuseas, tonturas e mal estar
  • Dificuldades para dormir
  • Aumento da pressão arterial
  • Taquicardia
  • Intestino preso
  • Inquietação
  • Tremores
  • Acnes
  • Dores no peito e articulações
  • Sudorese
  • Formigamentos
  • Risco aumentado de AVC
  • Problemas respiratórios ( tosse, rinite e sinusite)
  • Delírios

Algumas pesquisas apontam que a sibutramina pode prejudicar o fígado e vesícula biliar, pois elevam as transaminases, fosfatase alcalina e bilirrubina.

 

Sibutramina faz mal? –  Veja as contra indicações

Diante de tantos efeitos colaterais é importante que a pessoa faça uma avaliação se realmente vale a pena ingerir o medicamento. Existem inúmeros relatos de usuários que explicam suas experiências com a sibutramina, é uma excelente forma de pensar sobre a sua utilização. Fale sobre isso com seu médico.

Existe um grupo de risco que não pode usar a sibutramina, o assunto é tão sério que já houverem óbitos decorrentes do uso do medicamento. Por isso, é importante ficar atento.

Confira quem não pode usar a sibutramina:

  • Portadores de doenças cardíacas não podem usar a sibutramina;
  • Pessoas com pressão alta descontrolada devem evitar o medicamento;
  • Grávidas e lactantes;
  • Pessoas com distúrbios alimentares;
  • Pessoas que fazem uso de antidepressivos e medicamentos para descongestionar as vias nasais;
  • Portadores de doenças hepáticas, estomacais e renais;

Os especialistas alertam sobre o uso de sibutramina adquirida no mercado negro. Infelizmente houveram muitas mortes decorrentes do medicamento ingerido sem orientação médica. É importante passar por uma avaliação de saúde antes de adotar qualquer medida medicamentosa para emagrecer.

É primordial  lembrar que a maneira mais eficaz de emagrecer com saúde e manter esses resultados é a mudança de hábitos alimentares e inserção da atividade física na sua rotina. Mesmo ingerindo a sibutramina, essas ações deverão ser tomadas para conseguir manter o peso, por isso, avalie a real necessidade de ingerir medicamentos e arriscar a sua saúde.

 

Leia também:

Dieta da abobora: prática e sudável

Chá de chia para emagrecer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *