Dieta da USP emagrece mesmo? Descubra a verdade atrás do mito

Emagrecer de forma rápida pode funcionar para algumas pessoas. Você até perde alguns quilos, mas será que está fazendo a melhor escolha? Confira aqui detalhes sobre a dieta da USP.

 

Falando sério sobre a dieta da USP

Sem dúvida, a USP (Universidade de São Paulo) é uma instituição de ensino muito bem conceituada. No entanto, no site dela não há qualquer menção à dieta da USP. Certamente quem criou esse regime alimentar não esteve nem está filiado a essa universidade, mas gostaria que sua obra ganhasse credibilidade. Então, faz isso associando o título da proposta à USP.

A dieta da USP é encontrada em muitos sites. Em nenhum deles existe comprovação científica de que ela realmente funciona. No caso de depoimentos de pessoas que fizeram a dieta, algumas afirmam que emagreceram, outras que não perderam os quilinhos que desejavam perder.

O que caracteriza a dieta da USP é a quase ausência de carboidrato. Alimentos que têm bastante carboidrato (arroz, pão, batata, macarrão e bolachas) aparecem com freqüência nas nossas mesas. Há quem exagera no consumo deles. Se juntarmos esse hábito com uma carga genética que predispõe o indivíduo a acumular energia nos tecidos, o resultado é ganho de peso.

 dieta usp original

Benefícios da dieta da USP

A dieta da USP faz emagrecer? Sim. Todo mundo sabe que para perder peso, a gente precisa ingerir menos energia. Se conseguirmos isso, forçamos nosso corpo a usar a gordura armazenada como forma de recompensa.

Então, quanto ao quesito de oferecer menos energia ao organismo para que você emagreça, a dieta da USP cumpre o propósito. Qualquer dieta que reduz a ingestão calórica resulta na perda de peso, mesmo se você não fizer nenhum exercício físico.

Outro benefício da dieta da USP quando essa é comparada a outras dietas é a manutenção de um nível adequado de lipídeos, ou seja, de gorduras. Os lipídeos participam da formação dos hormônios. Além disso, a presença de alguns deles no intestino é essencial para a absorção de certas vitaminas.

 

Leia também:

Pedalar emagrece – Confira os 7 benefícios dessa atividade 

Dieta da sopa para emagrecer em 7 dias

Exemplo de cardápio da dieta da USP

Desjejum

Café puro sem açúcar

Cenoura crua

Limão Tahiti

 

Almoço

Filé de peito de frango grelhado

 

Jantar

Ovos cozidos

Cenoura refogada

 

Recomendações e riscos na dieta da USP

Os carboidratos que estão no café adoçado, no pão ou no arroz são nossa primeira fonte de energia. Cortar essa fonte de uma vez faz qualquer pessoa sentir fome. Seu organismo entende a fome como um sinal de alerta. Ele passa a agir como se fosse preciso compensar a escassez de comida.

Estudos científicos provaram que dietas que propõem o consumo de até 500 kcal por dia durante 7 a 16 semanas provocam, além da perda de peso, outras mudanças. Por exemplo, a água retida no organismo cai de 11% a 32% do peso perdido. Então, você pode estar, sem perceber, desenvolvendo uma desidratação.

No curto prazo, você emagrece com a dieta da USP. Mas no médio e longo prazo, seu organismo fica desequilibrado. Ocorre formação das cetonas urinárias, subprodutos do metabolismo da glicose. Elas agem sobre o funcionamento dos rins, que podem ficar sobrecarregados.

Nosso cérebro se alimenta de glicose, que é um carboidrato simples. Se esse nutriente é reduzido drasticamente, você pode ter dificuldade de concentração e fraqueza.

A dieta da USP põe muita ênfase em proteína animal. As proteínas de qualquer até conseguem suprir a energia que os carboidratos cortados supririam. Mas no longo prazo seu organismo sai no prejuízo. Proteínas em excesso levam a disfunções do fígado, podendo resultar em desequilíbrio nos sais minerais.

O tempo de permanência com o novo peso corporal obtido com dietas radicais é bastante curto. Essa é uma informação verificada por estudiosos sobre dietas populares para emagrecimento. Assim, pense se vale o sacrifício de se privar de alimentos que te agradam.

Você, que deseja perder peso, precisa cortar de 500 a 1000 kcal por dia da sua alimentação. Isso permite uma perda de peso semanal que varia de 450 gramas a 1 quilo. Mas faça isso de forma orientada. Alimentação saudável é aquela que permite nosso corpo manter suas funções em pleno equilíbrio.

Além de reeducação alimentar, um programa de exercícios físicos é fundamental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *