Beber muita água ajuda a emagrecer mesmo? Descubra a verdade!

Se você busca queimar gorduras e ter uma vida mais saudável, então deve saber que água ajuda a emagrecer de forma natural.

Se você sair na rua e perguntar a qualquer pessoa, qual a melhor forma de emagrecer, com certeza elas dirão para você fazer dieta e exercício físico regularmente. Mas o que muitas pessoas desconhecem, é que beber água é essencial para quem deseja perder peso.

Claro que exercício físico e dieta, são essenciais para um bom desempenho no seu plano de emagrecimento. No entanto se você se hidratar bem, irá conseguir potencializar mais esse plano.

 

Confira logo abaixo os motivos para você beber mais água para emagrecer.

 

Água melhora o metabolismo

 água ajuda a emagrecer

Nosso corpo é composto por cerca de 70% de água. Isso significa que, tudo o que acontece em nosso organismo, pode ser melhorado se o corpo tiver bem hidratado. Quando não bebemos água o suficiente, o nosso corpo fica incapacitado de realizar certas funções, que ajudam a queimar gordura.

Por outro lado, quando ingerimos água o suficiente, nosso organismo passa a funcionar bem, contribuindo também para eliminar as gorduras.

 

Reduz o apetite

 

Beber água antes das refeições, ajuda a eliminara as calorias ingeridas. De acordo com um estudo realizado em 2015, beber pelo menos um copo de água antes da refeição, ajuda no processo de emagrecimento. Isso porque, a água inibe o apetite e deixa seu estomago mais cheio na hora da refeição. Isso faz com que você ingira menos calorias.

 

Melhor desempenho nos exercícios

quando beber muita agua faz mal

Com o corpo bem hidratado você com certeza terá melhores resultados na hora dos treinos. Beber água ajuda seu corpo a converter carboidratos em energia, além de ajudar no transporte dos aminoácidos até o tecido muscular. Muitas pessoas se sentem cansadas pelo simples fato de não beber água o suficiente para uma boa hidratação.

 

Reduz o inchaço

 

Parece contraditório, mas se você quer perder líquidos para reduzir o inchaço do corpo, a melhor forma é beber bastante água. Para você entender melhor, seu corpo quando está desidratado começa a reter mais líquidos, causando assim um inchaço pelo acumulo desses líquidos retidos.

 

Elimina as toxinas

 

Manter o corpo bem hidratado ajuda você a se livrar das toxinas retidas nos órgãos. Em especial o fígado e os rins acumulam muitas toxinas, que ficam retidas pela falta de água. Quando você bebe mais água as toxinas são levadas por ela, fazendo com que seus órgãos funcionem adequadamente.

Além disso, se você não beber bastante água poderá ficar constipado, forçando o excesso de matéria fecal a se acumular no intestino, deixando-o inchado.

 

Leia também:

Dieta da batata doce para emagrecer

10 alimentos mais gordurosos do mundo

 

Quantos litros de água devo beber por dia?

 

Não existe um número exato de litros de água para se consumir diariamente. Em média, recomenda-se que, por exemplo, uma mulher beba 2,7 litros de água por dia. No entanto, esse número pode variar de acordo com o peso.

Especialistas recomendam multiplicar o peso do seu corpo por 35, e assim chegar a um número de ml de água a ser ingerido diariamente.

Por exemplo, uma pessoa que pese 80 kg, deve fazer a seguinte conta: 80kg x 35 = 2.800 ml. Ou seja, 2 litros e 800 ml de água por dia essa pessoa deve beber.

Já para os praticantes de exercício físico, esse número pode ser um pouco maior.

 

Beber muita água faz mal a saúde?

quem bebe muita água faz mal

Beber muita água pode fazer mal à saúde sim! O consumo excessivo desse liquido, principalmente se for feito em um curto espaço de tempo, pode causar a hiponatremia. A hiponatremia é uma condição em que há uma diminuição nos níveis de sódio na corrente sanguínea.

O sódio (em níveis adequados), tem um papel importante no nosso corpo, sendo responsável pelo bom funcionamento do organismo, pois regula o volume sanguíneo, tem papel importante nos impulsos nervosos e na contração muscular.

Os principais sintomas da hiponatremia incluem: dor de cabeça; náuseas e vomito; cólicas; inquietação e irritabilidade; fadiga; confusão mental; espasmos musculares.

Apesar dessa possibilidade, as chances de sofrer de hiponatremia são muito baixas.

Para não correr riscos devemos levar em conta também a água encontrada nos alimentos, além de dados pessoais, como: nível de atividade física; idade; temperatura e função renal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *